sábado, 9 de agosto de 2014

«As Cartas Secretas do Monge que Vendeu o Seu Ferrari», de Robin Sharma

Editora: Pergaminho
Data Publicação: Julho 2012
N.º de Páginas: 192

Em 2012, quinze anos após a publicação de O Monge que Vendeu o Seu Ferrari e de ter vendido mais de cinco milhões de livros, o autor americano Robin Sharma incluiu na história do seu novo livro Julian Mantle, o protagonista que fez leitores de todo o mundo (re)pensarem as suas vidas. As Cartas Secretas do Monge que Vendeu o Seu Ferrari é mais uma obra intensa e uma excelente metáfora para aqueles que buscam a paz de espírito.
Jonathan Landry é um homem de trinta anos, engenheiro electroténico numa grande empresa americana e o seu casamento está a passar por uma fase complicada. Nem a mulher e o filho de seis anos, nem os familiares e amigos são a prioridade deste homem workaholic. Na constante busca pelo sucesso e riqueza Jonathan se esqueceu de que estava a negligenciar a sua família e amigos, especialmente Juan, por quem sente-se culpado pela sua morte. É a sua mãe que chama-lhe a atenção sobre a sua vida e lhe pede que tire uns dias de férias e faça uma viagem até à Argentina, onde vive o seu primo Julian. Surpreso e reticente sobre esse estranho pedido, Jonathan sempre aceita se enveredar na viagem.
Ao aterrar em Buenos Aires Julian pede um favor ao primo mais novo, que irá ser crucial para salvar a vida de alguém: que faça uma série de viagens e em cada destino se encontre com um amigo de Julian, que será o «guardião», que lhe entregará um talismã. Ao todo são nove viagens, nove talismãs com formas diferentes, nove cartas inspiradoras, nove culturas ocidentais e orientais que farão o seu primo despertar para o essencial da vida. Cada guardião tem uma certa relação com o talismã e sabedoria nele contida e caberá ao primo fazer a conexão. Em Istambul porá em prova a Autenticidade; em Paris vencerá a sua fobia de andar de elevador; nas cidades de Osaka e Quioto na companhia do guardião Sato Ayame descobrirá o poder da Bondade; já no México e Espanha Jonathan aprenderá lições inesquecíveis com Chava e Lluis Costa; «Acha que está a viver a vida que devia viver, aquela que mais honra o seu verdadeiro eu, que celebra os seus valores mais profundos e respeita os seus sonhos mais elevados?», esta é a pergunta que a guardiã canadiana do talismã sobre a importância das relacções humanas faz ao viajante; a viagem (física e interior) só fica concluída em Deli, depois das visitas breves do protagonista a Xangai e a Phoenix.
Será que depois destas viagens e aprendizagens o protagonista será capaz de reorganizar a sua vida impetuosa? Depois de uma grande viagem retornamos sempre diferentes. Depois da leitura de uma grande história… também. Assim acontece com As Cartas Secretas do Monge que Vendeu o Seu Ferrari, uma obra que oferece ao leitor uma série de lições fáceis de serem postas em prática.
Robin Sharma é o autor de 11 best-sellers internacionais, como A Força de Viver, Sabedoria e Liderança e Descubra o Seu Destino, e costuma viajar por todo o mundo como conferencista, partilhando a sua imensa sabedoria. O autor estará em Portugal a 23 de Setembro de 2014 (mais informações).
Excertos
«Uma história só deve ser contada quando um ouvinte está pronto para a escutar.» (p. 23)
«Uma das maiores prendas que podemos oferecer a nós próprios é vermo-nos livres das nossas desculpas.» (p. 29)
«A felicidade duradoura (…) deriva da dimensão do nosso impacto, e não da extensão do nosso lucro. A verdadeira realização é produto do valor que criamos e do contributo que damos, e não do automóvel que conduzimos ou da casa que compramos.» (p. 162)



7 comentários:

Unknown disse...

Excelente livro! Recomendo

Sandra Bastos disse...

Um livro fantástico! Dá para uma excelente reflexão

Cris Melo disse...

Quero ler!

Joana Bessa disse...

Cativante!

Sandra Santos disse...

quero ler .parece interessante

Sandra Santos disse...

parece interessante

Catarina Valente disse...

Fantástico! Recomendo vivamente!